Eu Te Desejo a Paz e a Empatia.

 

margaridas

Diante do bárbaro fico perplexa. As eleições presidenciais deste ano serviram para que as más intenções maquiadas e o ódio de estimação guardados viessem à tona através do voto. E a estima que eu cuidava com carinho por algumas pessoas, caíram por terra. Fiquei triste. Pouco dormi e quando consegui fechar os olhos tive pesadelos. O medo do que está por vir me assombra de forma incontrolável. E esse medo que eu sinto por mim, pelos meus filhos, amigos, família e até pelo meus animais de estimação deverá me acompanhar todos os dias pelos próximos quatro anos. É muito tempo. É impensável viver assim. Não sei como sobreviver à este caos político e social que está por vir. O Brasil que eu desejo não é um país retrógrado, intolerante e cristão no sentido mais conservador da palavra. O Brasil que eu desejo pode ser muito mais leve e igualitário do que essa proposta bizarra que você deseja para mim.

Como explicar o voto no representante da ultra violência? Como explicar o voto no homem que exalta e admira um torturador que enfiava ratos vivos na vagina das mulheres nos porões da ditadura? Como explicar o voto em quem defende o uso de armas e a volta da caça aos animais? Como explicar o voto no homem que não consegue lidar nem entender as diferenças e pior, diminui e humilha pessoas porque elas são só diferentes dele ? Como explicar o voto num homem vil, mentalmente perturbado, distante do amor, da compreensão e da empatia ? Como explicar o voto no homem que escolhe para vice uma figura retrógrada e com pensamentos oriundos do neo nazismo interessado em extinguir as leis trabalhistas e programas sociais que atendem uma enorme parcela de brasileiros mais necessitados? Como votar no homem que desmerece as mulheres, os negros, os pobres, os homossexuais, os nordestinos? Como explicar o voto nesse ser abominável que quer extinguir os preceitos de educação, reconhecidos e aplaudidos internacionalmente, pelo mestre Paulo Freire e em seu lugar instituir colégios militares para “consertar” o país? Como votar nesse homem que julga como “mamata” a maior lei de incentivo a cultura do Brasil, a mal falada e incompreendida Lei Rouanet e que, com percentuais entre 0,44% e 0,66% do orçamento anual, promove alguma cultura e conhecimento às pessoas desse país? Como votar nessa pessoa que julga sem compreender, que manda matar por discordância, que fere por prazer, que humilha, desmerece, agride, ofende e maltrata?

Tenho amigos que escolherem votar nesse homem. Pessoas que frequentam igrejas e centros religiosos e que se auto denominam cristãs. Pessoas que não entendem os preceitos básicos do cristianismo porque esqueceram que seu maior representante, Jesus, foi um contraventor, uma pessoa que era diferente das demais. Essa pessoa, Jesus, foi torturada. TORTURADA e morta pelo crime de pensar diferente e não se curvar aos fariseus que o julgaram como ladrão e bandido quando este defendia o amor, a igualdade social e a paz. Jesus cometeu um crime hediondo e por isso foi morto. Meus amigos estão precisando reler os livros e história e voltar a entender a essência do sentimento SER CRISTÃO. Não combina SER CRISTÃO e ao mesmo tempo validar a violência em todas as suas formas.

Pois os bandidos que condenaram Jesus tem, em Bolsonaro, seu maior representante. E ao concordar com as propostas dele e ao tipo de pessoa que ele é se tornam iguais. É como se olhar no espelho e ver Bolsonaro refletido na imagem. São amigos e conhecidos que estão ignorando a própria história do mundo e os preceitos básicos de humanidade.

É exatamente isso que me aflige e atormenta. Por não concordar com a figura nefasta desse homem, sinto que me afasto das pessoas que o aplaudem, o tem como mito, vestem camisetas com seu rosto estampado, soltam rojões comemorando sua possível vitória, sorriem e exaltam um monstro.

Este texto não é para levantar discussões nem divergências políticas de forma saudável. Este texto não é para debater corrupção, comunismo, Venezuela, Cuba ou militarismo. Todos queremos um Brasil sem corrupção. Todos queremos um país onde os brasileiros sejam felizes e bem alimentados. Esse é o único ponto pacífico nessa nossa conversa.  O problema é que eu, mesmo querendo o mesmo que você quer, não me identifiquei em momento algum com ele. Onde está, então, a diferença entre nós? Porque você escolheu o lado do fundo do poço e eu escolhi o lado da empatia? O que te fez decidir apoiar a violência e não a paz ? Qualquer outro candidato, até os mais radicais, discordam do discurso intolerante e desnivelado dele. Então porque você escolheu justamente esse lado para estar ? Não aceito respostas anti petistas ou similares. Seriam justificativas políticas e não éticas e morais.  E mesmo assim haviam outros candidatos no páreo. O ônus dessa eleição será imenso para todos, inclusive para você que, preso no discurso anti algum coisa, não consegue perceber o buraco que está nos metendo enquanto exalta um torturador intelectualmente limitado.

Comecei este texto dizendo que essa eleição trouxe à tona o interior reprimido de pessoas pelas quais eu tinha apreço. Ao final deste texto digo que conhecer os conceitos morais dessas pessoas está me distanciando delas e que estou reavaliando se as desejo perto de mim a partir de agora. Não se ofenda. Só estou dizendo que acho que não combino com você porque pensamos completamente diferente quando o assunto é o meu e o seu valor moral. Talvez você nem seja uma pessoa má. Quero muito acreditar que o que falta no seu ponto de vista é só um pouco mais de literatura. E que, com alguma boa vontade, vai conseguir sair desse inferno que está desejando para todos nós.

Eu te desejo a paz e a empatia.

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s