Posted in Dezembro 2015

Cinema, use a seu favor.

Esta semana fui vitima de fofoca ao abrir meu coração de maneira leviana e sem detalhar o contexto dos fatos ocorridos comigo. A mulher que me ouviu fez papel de alcoviteira ao passar para as partes envolvidas, sem pestanejar, suas impressões de uma história da qual não participou, causando um mal estar absolutamente desnecessário e … Continuar a ler

Deserto

Viver no mundo hoje está muito difícil, meu amigo. Vivo fechada e procuro lugares distantes e quietos, lugares estes que as pessoas riscam mentalmente de seus projetos. As coisas mudaram muito. Todos tem terror do silêncio e da solidão e vivem a bombardear-se de telefonemas, mensagens, e-mails, escritas e contatos no Facebook e outras redes … Continuar a ler

Cabine

Este mês fiz um curso, com o mineiro Pablo Villaça de teoria, linguagem e crítica cinematográfica. Se antes eu já amava ir ao cinema, agora eu super amo (não consegui encontrar uma palavra que expresse um superlativo para o verbo amar). O olhar do crítico é muito diferente de nós, simples mortais e cinéfilos por … Continuar a ler