Posted in Maio 2012

O incrível Hulk e o poço .

Hulk, cujo nome de verdade era Bruce, foi vítima de um projeto mal sucedido do exercito americano. Por algum motivo, que eu não sei contar, sempre que ficava nervoso ou em situação de perigo extremo se transformava em um homem verde e fortão capaz de superar qualquer desafio que exigisse força física. Hulk saía correndo passando por cima de tudo e todos em busca do objetivo final, fosse ele salvar um gatinho ou salvar o mundo de uma bomba atômica. Bastava ter a sensação de perigo, provocação ou sobrevivência para uma força sobrenatural, saída lá do fundo das entranhas daquele barrigão verde, salvar o mundo e o gatinho.  E depois de salvar o … Continuar a ler

É batata !

É impressisonante:  só ligar o chuveiro e o telefone toca. Ou a campainha. Ou o interfone, como preferir. Quem tem filhos pequenos sabe.Vá ao restaurante e comece a almoçar. Ele vai pedir para ir ao banheiro e seu prato vai ficar lá, esfriando. Quando todos parecem estar dormindo e a casa quieta, finalmente você deita e … Continuar a ler

Um dia.

Se tem uma coisa que eu adoro fazer é passear por livrarias. Todas e de qualquer tamanho. De megastores a sebos escondidos em ruas de paralelepípedo. Engraçado, agora que me dei conta. Em Brasilia nunca vi uma rua de paralelepípedo. Vai ver é porque a cidade só tem cinquenta e poucos anos. Rua de pedra deve … Continuar a ler

Conheça um palmeirense feliz !

Assim que soube que era mãe de um menino, mandei comprar um desses enfeites de porta de maternidade com o uniforme do SPFC. Não que eu seja super são paulina, longe disso. Mas seria outra homenagem ao meu irmão Luiz Guilherme, que não me canso nunca de reverenciar. Nem assim deu certo. Mesmo com toda a … Continuar a ler

O arroz com feijão de todos os dias.

  Uma vez vi um filme estrelado pela falsa magra Julia Roberts cujo tema aborda a emancipação feminina. A personagem vivida por ela é professora de história da arte em uma escola de classe média alta na década de 50. Uma espécie de Sociedade dos poetas mortos de saias. O filme se chama O sorriso de Monalisa . As estudantes, todas … Continuar a ler

A bola da vez

Lembro da primeira vez que fui mãe. Dava um medo tão grande quando eu olhava para aquela bebezinha no meu colo que a única coisa que pensava era que não podia errar. Foi a primeira vez na vida que tive a sensação de não estar mais sozinha. A partir de então seríamos sempre nós duas. Depois veio outro … Continuar a ler

Seja brega, só por hoje.

Hoje acordei assim, feito papel amarelado com rabiscos de passado. Sentindo saudades de um tempo que me achava feliz. E antes de curtir minha melancolia e chorar pelo que foi e não volta mais, escolhi conversar comigo mesma. Conversinha boa, essa. E nem tão difícil assim, viu ? A gente já sabe tudo certinho. O que … Continuar a ler